O Movimento Tumblr/Fitblr/Fitspo/(Coloque aqui o seu trava língua favorito)

Pra quem não sabe, Tumblr é uma plataforma de  microblogging e rede social que surgiu há algum tempo. Para curadoria de conteúdo da Internet (a.k.a. repostar fotos de gatos, 9gag e comida), acho bem dinâmico, prático, você posta uma foto em poucos segundos. Tanto que o WordPress acabou copiando um pouco essa dinamicidade do Tumblr.

Há um tempo atrás, li alguns comentários de pessoas chocadas dizendo que haviam inúmeros tumblrs Pró-Ana e Pró-Mia. Na minha cabeça de desinformada, passava-se o seguinte pensamento: “Coitada das gurias. Devem ter feito alguma bobagem na Internet pro povo cair em cima!”. Depois que fui entender que ANA é um acrônimo para ANorexiA e MIA para buliMIA. Distúrbios alimentares que são perigosíssimos e que podem matar, se não forem tratados. E meu até então conhecimento sobre Tumblr e dieta se resumiu a esse tipo de blogs (e os blogs de gordice!).

Eu sempre fui gordinha, mas em 2006-início de 2008, eu perdi muitos quilos. Muito por causa de um ex-namorado meu que era fanático por academia (eu o conheci lá). E eu estava bem motivada, indo quase todos os dias à academia, fazendo dieta com nutricionista e tal e coisa. E daí com a idéia de vir para a Alemanha, estresse do final do meu monstrado, terminar o namoro com esse cara aí, e mais um monte de coisas juntas, eu comecei a engordar de novo. Aí quando vim pra cá, achei todos os quilos que eu havia perdido e encontrei mais alguns pelo meio do caminho. E no início de 2012 eu estava enorme. Óia a foto da pequena criança ali embaixo.

Baleia jubarte achando que tem que ficar na superfície

Baleia jubarte achando que tem que ficar na superfície

Aí quando voltei das férias no Brasil, SHOKADA com o meu tamanho e os exames de sangue lááá no seu limiar do saudável, resolvi que era hora de tomar vergonha na cara e encarar a balança. E nisso uma amiga me indicou o Tumblr e um novo mundo se abriu para mim. Inúmeros blogs com imagens motivacionais, com frases de efeito do tipo “Just Do It!” ou “Don’t Give Up!”, que no início parecem muito bestas, mas você acaba se sentindo tão bem ao saber que você não é a única que está brigando com a balança, ou, como muitas falam lá, mudando o seu estilo de vida. E é bem interessante como você acaba meio que ficando amiga das outras blogueiras, porque há um certo apoio mútuo de quem está nesse mesmo barco. Além disso, você acaba aprendendo muito, porque rolam inúmeras dicas, conselhos e até receitas. Claro, você tem que saber filtrar o que se aplica, o que é realista e não utópico. Mas dado que tem revistas que enganam a gente tanto com ilusões de perder a barriga em 5 dias, eu acho bem válido. Hoje em dia eu não consigo ficar um dia sem abrir o Tumblr pra dar uma olhadinha no meu dashboard. No início eu dei uma brigada com a dieta e o tumblr, mas eu voltei e hoje em dia não vivo sem. E é ver esse monte de bunda (dura) e barriga (chapada) que me motiva a continuar com esse novo estilo de vida meu. Quem olha minha tela deve achar que eu sou uma maluca tarada, porque só tem mulher de calcinha/biquini. Nem tô, se eu ficar que nem uma delas é lucro!

Momento jabá! Se você ficou curiosa, quer dar uma olhada nas bobagens e insanidades fitness-related que eu posto, confere em  theeternalfight.tumblr.com. 🙂

Anúncios

Em Defesa dos Usuários de Crocs

A versão "Ipanema" dos Crocs

A versão “Ipanema” dos Crocs

Postei há alguns dias essa foto no meu perfil do Cara-livro. Óbviamente que começaram a chover comentários “Ai, que horror!”, “Nossa amizade acabou de acabar.”, bla bla bla.

E daí que comecei a me dar conta que virou moda falar mal do tal do chinelo. Eu também não acho eles a coisa mais linda do mundo, mas também não são feios a ponto de sentir vergonha de usá-los. Bem ao contrário. Acho eles simpáticos (eles são como pugs, são tão feios e estranhos que transmitem simpatia!) e coloridos. Para mim, que sofro constantemente de pés gelados, a versão de inverno é quentinha e, ao contrário da maioria das pantufas e chinelos de inverno, facílima de limpar! Basta tirar a parte de feltro do chinelo, botar na máquina, e passar um pano úmido na parte de plástico. Tá, isso na minha versão de 8,99 Euros que comprei num supermercado perto de casa. Mas mesmo assim, ainda vale mais do que as pantufas que você vai botar na máquina de lavar, lavar e esperar uma semana nesse inverno sem sol europeu pra secar. Isso se não encolherem! Sem contar que como o plástico é duro e envolve bem o pé, é a prova de estabanadas que derrubam facas no pé, como eu.

Sinto que esse preconceito com os Crocs é o mesmo que as pessoas têm com Havaiana de sola branca. Há um bom tempo atrás só tinha esse tipo de Havaiana. E o pessoal achava bem feinho e reclamava. Um tempo até era melhor usar chinelão tipo Raider a usar Havaiana de sola branca (seria isso influência do Robocop?).  Até que a marca resolveu se “reinventar” e começaram a surgir os modelos coloridos, com tiras mais finas, e mais caros. Aí todo mundo começou a achar lindo. Mas a Havaiana de sola branca, coitada, continua sendo discriminada e sendo carinhosamente chamada de “Havaiana de Pedreiro”. É só um calçado, gente! Tudo bem que no caso do Crocs, ele começou caro e continua caro.

Enfim… Brigo, sim, pelo meu direito de usar sapatos confortáveis, seguros e quentinhos. Exceto Birkenstock. Esse não dá.

birkenstocks Suede-birkenstocks

A Anatomia da Grey

ImageEste é o melhor título que esta série poderia receber. Para variar, Sílvio Santos acertou em suas escolhas. 

AVISO: ESSE POST CONTÉM SPOILERS! DEPOIS NÃO DIZ QUE EU NÃO AVISEI! TÔ BOTANDO BEM GRANDE AQUI PRA AVISAR! Ó, NÃO DIZ QUE EU NÃO AVISEI, VIU?

E aí que eu sempre gostei muito de Dr. House e eu fiquei muito triste quando a série acabou. Não pelos dramas que aconteciam no meio da série, mas mais por causa dos casos clínicos mesmo. A parte engraçada é que minha pressão baixa só de pensar em sangue, já aconteceram inúmeras vezes de eu black out só por causa de um cortezinho feito com a lâmina enquanto depilava as pernas. Sério. Mas o caso é que eu gosto de seriado de médico por causa das doenças. Deve ser porque sou hipocondríaca.

O caso é que eu comecei a assistir a Grey’s Anatomy (ou “A Anatomia de Grey” – I just can’t get enough :-)) por curiosidade (e tédio). Eu já sabia que se tratava de um dramalhão, que Patrick Dempsey atuava na série, que a Katherine Heigl meio que estourou por causa da série, bla bla bla. Então eu cometi o erro de clicar no link “assistir”.

Gente, que série ruim! No início até tinha o potencial, dos ambiciosos internos escalando o seu caminho para o topo, mas ficou por aí! Primeiro que a Merechata Grey é chata. Ela tem problemas com abandono. Certo. Certo?!? A guria ficou chorando a segunda temporada inteira porque o McDreamy lá não quis ela. Daí quando eles finalmente ficam juntos, ela começa a ter ataque de pelanca e afastar o cara. Affe. Vá ser complicada na terra que te partiu. Daí tem o resto da turminha. Nem vou entrar em muitos detalhes porque vou acabar me alongando demais. A maioria tem a profundidade de um pires. Se apaixonam e desapaixonam como trocam de roupa íntima. A única interna que permanece com a mesma personalidade porque faz o típico estereótipo asiático-filho-de-imigrantes (e não mais que isso) é a Cristina Yang. O resto é um ninguém é de ninguém e a Izzie Stevens é de todo mundo! Todo mundo dorme com todo mundo, se esfregam por todos os cantos do hospital. Eu me pergunto se usam camisinha nas rapidinhas, e se sim, onde se desfazem delas. Depois de começar a assistir a esse seriado, fiquei com medo de me encostar nas paredes e bancos dos hospitais. Vai saber por onde os médicos andaram e o que eles fizeram por lá! Assepsia pra quê, não é?

Já não bastasse esse vuco-vuco enlouquecido de pessoas que, segundo o próprio seriado, não têm vida fora do hospital, são os casos médicos. Algumas coisas ainda são interessantes, mas BEBÊ MECÂNICO COM MOVIMENTOS DE ROBÔ? Poxa, tava tão ruim de orçamento assim? Ou bebês recém nascidos que têm tamanho de bebês de 3 meses! Pelo menos eles não economizam na groselha pro sangue.

Em suma, a série não tem nada pra ser boa, mas é sucesso mundial e… E… Eu não consigo parar de assistir!!! Seria uma decorrência do meu frágil caso clínico de ser facilmente entretível? Só sei que já estou na quarta (!!!) temporada e estou extremamente decepcionada que uma das minhas personagens favoritas, a Dra. Addison Montgomery, linda, ruiva e a única que talvez fosse um pouco mais centrada lá dentro com alguma personalidade mais definida, ela simplesmente SOME no início da quarta temporada, sem qualquer explicação mais concreta. Tanta série boa pra assistir, e eu assistindo à Anatomia da Grey…

O bom filho à casa torna

Fênix renascendo das cinzas! O blog começou com uma idéia tão boa, mas eu, preguiçosa e desorganizada, para variar, não consegui continuar postando aqui.

Como dá pra ver, minha descrição mudou. Estou caminhando lentamente para a casa dos 30, ACHO QUE mais madura e um pouquinho mais sábia. Alguns hábitos e manias e mudaram desde o último post, que foi sobre o Glossybox. Depois de um tempo, os produtos começaram a se acumular em casa (eu já não tinha mais lugar para colocar tanta caixinha rosa) e eu acabei parando a assinatura. Para quem gosta realmente de cosméticos, acho interessante. Mas para mim, que mal e mal me animo de passar hidratante no corpo depois do banho (eu sei que é importante, mas tem dias que dá uma preguiça, né!), não estava rendendo. Resolvi poupar os 10 Euros (na verdade eram 20, se eu contar com o Douglas Box of Beauty que eu também assinava)  por mês.

2012-10-15 22.51.42

Sir Han Solo Maurício Francisco Chimbinha & Lady Chewie Maria Joelma Hepburn

Estou morando com o namorido há um ano, e isso mudou também alguns hábitos, tanto os meus quanto os deles. Adotamos também dois coelhos lindinhos que são nossos xodós. Como criaturas lindinhas que ganham a gente só no olhar, são mimadinhos e só ganham do bom e do melhor!

Em breve, a família Ninchen (uma piada que fazemos por causa de Kaninchen – coelho em alemão) vai se mudar para Nersingen, em um apartamento maior e mais quentinho. Lá os coelhos vão ter mais espaço e, quem sabe mais pro futuro, um irmão canino. Vou aproveitar esse gancho para começar a postar mais coisas sobre casa e talvez decoração.

Outra coisa que mudou bastante de uns tempos para cá é que desde novembro de 2012 comecei uma dieta para ficar saudável de vez. Chega de ser gordinha e se sentir mal por causa disso. Tomei um choque quando comecei a vestir tamanho XL aqui na Alemanha. Era hora de mudar. Já perdi mais de 10 kg e quero perder mais uns 5 kg. Tenho um tumblr de fitness & dieta (The Eternal Fight – confere aqui!), mas estou postando em inglês. Pretendo usar o espaço desse blog para postar umas receitinhas saudáveis que vou testar com o tempo.

Tomara que vocês curtam! Vocês? Alguém lê isso? Alguém na linha?